FALE COM A GENTE    

 
Edição nº 28
outubro de 2008
ESPECIAL
A derrocada dos bancos americanos e seus efeitos
A queda dos gigantescos bancos hipotecários e de investimento americanos e de alguns europeus acelera o declínio do dólar e põe em xeque a hegemonia americana. Na Ásia bancos só balançaram; nenhum caiu. No Brasil, os bancos jogaram os riscos para as empresas e algumas vão quebrar. Leia aqui análise de Bernardo Kucinski para a Carta Maior e a Revista do Brasil, exclusivo no site
Política
Eleições conquistam maioridade
Não é só o prenúncio da corrida presidencial com mais novidades nas últimas décadas: as campanhas municipais mostram que, felizmente, as eleições estão virando rotina no país
em transe
Internet e
as eleições: nada a ver?

Num período eleitoral seria de se esperar que a internet fosse aliada dos eleitores. Ledo engano
 
trabalho
Tudo para não
dividir o bolo

Num ambiente de democracia, crescimento e altos lucros em todos os setores da economia, muitas empresas ainda tentam sufocar sindicatos em vez de discutir civilizadamente como compartilhar os resultados
  artigo
Convenção 158
e democracia

Os efeitos positivos desta convenção da OIT para a qualidade do emprego e das relações de trabalho ainda podem ser recuperados. Desde que a pressão da sociedade sobre o Congresso seja mais forte que a da velha guarda patronal
OpiniÃo
MAURO SANTAYANA
Uma nova
guerra é possível

Os líderes soviéticos que fizeram a abertura econômica e privatizaram o Estado descobrem agora que foram ingênuos
  sérgio mendonça
Salários, juros
e câmbio

Praticamente todos os preços de bens e serviços são formados a partir desses 3 preços básicos. E não é difícil entender as razões
  Editorial
A maleta
e os intocáveis

A lista de notícias positivas para os brasileiros cresce dia a dia, mas ainda vive dificuldades e ostenta algumas vergonhas
educação
Cumpra-se
Professores se movimentam pelo respeito à lei que determina que o salário inicial em todo o país não pode ser inferior a R$ 950
  esporte
Eles podem tudo

Os Jogos Paraolímpicos mostraram que vontade e potencial para
vencer, muito além do esporte, são coisas da vida
cidadania
Déficit de oportunidades

Há não muito tempo, poucos acreditavam que pessoas com deficiência intelectual pudessem trabalhar e ser eficientes. Hoje, elas provam que podem
  economia
Crise ainda é prato do dia
Os preços dos alimentos começam a baixar, mas os trabalhadores ainda não estão livres das conseqüências da jogatina global e de seus efeitos sobre a economia real
CapA
O Teatro Mágico

Defendendo um trabalho independente, O Teatro Mágico possui, como maior força, a interação com o público, que adora a idéia de brincar de pensar – e não pára de crescer
  saúde
O parto é delas
Abuso de intervenções médicas, falta de informação e de segurança
para decidir têm tirado de
muitas mulheres o direito ao
parto natural
energia
Quem fica
com o bilhete
A descoberta do petróleo na camada pré-sal, considerada pelo governo “bilhete premiado”, proporciona novo debate
  mundo
Aventura
nuclear

Duas décadas depois dos desastres de Goiânia e de Chernobyl, o
Estado continua displicente em relação aos riscos

  ambiente
Bomba. Ela volta
a nos assombrar

Tiremos das estantes os empoeirados romances de ficção que falavam do perigo de um fim do mundo depois de uma guerra nuclear: as bombas estão de volta, e até um tanto na moda
rádio
Nas ondas
de Brasil Novo

Emissora comunitária ainda é a solução para quem vive à margem da mídia na Transamazônica
  fm 98,1
Nova sintonia,
outros passos

Jornal Brasil Atual está com nova programação e maior alcance no dial e no mundo virtual
Viagem
O que nem os búzios revelam

Cidade mais famosa da Região dos Lagos
do Rio de Janeiro, mesmo vitimada pelo
turismo predatório, consegue guardar
relíquias da natureza e da ciência